Como vender pela internet

Como vender pela internet. Vender pela internet de forma profissional é cada vez mais descomplicado, prático e seguro. Mais do que isso, é uma tendência irreversível, já que cada vez mais pessoas aderem às compras com um simples clique. Entre 2015 e 2019, saltou de 62% para 82%  o número de brasileiros com smartphones que já fizeram compras por meio de um aplicativo ou site móvel. O Brasil é o décimo no ranking dos países que mais gastam dinheiro nas compras on-line.

Como vender pela internet

Sabendo que o consumidor está com celular nas mãos, oferecer praticidade e proporcionar uma experiência positiva de compra vem levando cada vez mais empreendedores a investir nesse tipo de negócio, afinal, há milhares de potenciais consumidores nas redes. Estar com seu produto à disposição do consumidor para que ele possa adquiri-lo 24h por dia é estratégia não só no sentido de repor a fatia que o próprio comércio virtual possa ter tirado do seu negócio, mas, sobretudo, expandir de forma segura e eficiente o seu negócio.

Vender pela internet: e-commerce e loja virtual

Embora usados como sinônimos, existe diferença entre o e-commerce e a loja virtual. Trazendo para o mundo off-line, é mais ou menos a diferença que existe entre comércio e loja.

E-commerce significa todo comércio eletrônico e, além das lojas virtuais, existem outras maneiras de anunciar e vender produtos. É o caso dos marketplaces, como as gigantes Amazon, Americanas e Mercado Livre. Facebook, Instagram e o próprio WhatsApp também entram na categoria e-commerce, já que o nome engloba todo comércio feito no ambiente virtual.

Loja virtual, como o próprio nome sugere, é o site de um vendedor. Os produtos estão lá, à disposição do cliente, 24 horas por dia. A loja virtual pode ou ser integrada a uma loja física. Dessa forma, ela pode ser um braço de um negócio que já existe ou ainda o início de um novo.

A ideia é a de que, já que você garantiu a atenção do consumidor para o produto que tem a oferecer, não o distraia. Leve-o até o final da compra. Segundo Elisa Campos Figueiroa, do site E-commerce Brasil, “a única forma do comerciante estar em todos os lugares ao mesmo tempo, inclusive e principalmente, na palma da mão do promitente comprador do seu produto, é iniciar ou expandir suas vendas no comércio digital”.

Como escolher uma plataforma de e-commerce

Na hora de escolher uma tecnologia para desenvolver o seu e-commerce, verifique:

– A plataforma permite atualizações conforme as suas necessidades?

– Possui uma forma de gerenciamento fácil de usar?

– Tem um bom canal de suporte?

– Consegue ser integrada com os sistemas internos de sua empresa?

– É compatível com os principais navegadores?

– Permite otimização avançada para motores de busca?

Mobile First – Mobile Only

Quando pensamos em estratégia de vendas, não tem como ignorar a tentadora a possibilidade de resolver a vida do usuário de maneira mais simples e prática possível por meio dos celulares. Falava-se em Mobile First, ou seja, perceberam que as pessoas passavam mais tempo acessando a internet via celular e, a partir deste momento, decidiram se dedicar a sites e lojas virtuais para os dispositivos móveis antes mesmo de pensar nos computadores.

Assim, dos sites responsivos, aqueles que se adequam a qualquer tipo de tela, seja do computador, tablete ou celulares, os desenvolvedores começaram pelo caminho inverso: pensavam primeiro no mobile e depois os demais formatos.  Atualmente, já se fala em Mobile Only, ou seja, imagina-se que a conectividade via celulares seja suficiente para todo o planejamento estratégico.

Portanto, com cada dia mais pessoas se utilizando dos celulares para resolver problemas práticos do dia a dia, fica tentador pensar em investir em aplicativos próprios.

A era dos APPs

Investir em aplicativos é uma alternativa que vem sendo bem recebida tanto pelos empreendedores quanto pelos consumidores.

Além disso, um dos fatores positivos que tem levado muitas lojas a desenvolver seus próprios APPs é a segurança oferecida ao usuário. O uso de aplicativos em sua loja virtual pode tornar a rotina mais produtiva e melhorar as vendas, pois oferece vantagens como agilizar pagamento e o atendimento on-line.

Ah, os chats!

Já garantiu a atenção do consumidor? Não a perca! O chat é a maneira mais curta de comunicação entre o cliente e o seu comércio. Investir nos chamados Chatbots pode valer a pena. O Chatbot é um software que gerencia as mensagens e simula a conversa humana. Acredite, estão cada dia mais inteligentes e podem resolver especialmente as dúvidas mais frequentes.

Em síntese, a base do chatboot é essencialmente automatizar a conversa respondendo automaticamente as perguntas mais comuns. Explorar todo o potencial do chatbot é uma eficiente forma de resolver o problema do usuário, garantindo satisfação e encantamento.

Tenha como foco:

– Ofereça praticidade e comodidade

– Tenha um site profissional, de navegação intuitiva e facilidade de compra

– Priorize a segurança, afinal de contas, preço, qualidade e segurança são o que os consumidores buscam nas compras pela internet. Várias empresas oferecem, inclusive, sistema de proteção ao site.

– Proporcione uma entrega de alta qualidade

– O mercado é extremamente competitivo, pense em sua proposta de valor

– Invista em marketing digital de conteúdo para garantir a confiança do consumidor

– Capriche na apresentação visual e escolha a plataforma (tecnologia) mais adequada ao seu mercado

– O planejamento é essencial para a manutenção do seu negócio

– Defina e acompanhe as suas metas

Lembre-se da teoria do KISS – Keep It Simple (Stupid) – “Mantenha simples, estúpido”. Este é um princípio geral que defende que toda complexidade deva ser descartada e serve no planejamento estratégico, especialmente quando o assunto é venda on-line.

Deixe seu comentário

1
Olá, tudo bem? Nos conte como podemos lhe ajudar...
Powered by